Páginas

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

6 DIAS DE ESCURIDÃO!

NASA prevê 6 dias de escuridão completa para Terra...
Verdade ou Mentira?




Ouviu falar sobre aquela conversa de escuridão total da Terra, prevista pela NASA? Descubra de vez se é verdade ou não...

Como são estranhas essas "notícias" sobre fenômenos que não irão acontecer. O mais interessante disso, que em 2014, essa falsa notícia já circulava pela rede. A prova disso está registrada em uma postagem, aqui mesmo no SOPRO SOLAR. 

Vale ressaltar que até o período de "escuridão" é o mesmo. Previsto para 16 a 22 de Dezembro. Só que agora em 2016!

Não é de hoje que os fenômenos que acontecem literalmente acima de nós, no espaço, nos assustam de uma maneira particular. Isso, claro, acontece porque a maioria não tem o mínimo conhecimento sobre a área(isso não se aplica é claro, aos leitores do SOPRO SOLAR) e, como é de se esperar, a falta do saber acaba mistificando o assunto.

Quer saber mais?
O SOPRO SOLAR, disponibiliza aqui o link:
 SOPRO SOLAR /2014/10/28 6-dias-de-escuridao-verdade-ou-mentira_28.html  para essa postagem que é datada de 28 de Outubro de 2014
Isso mesmo, 2014!


Boatos proporcionados pela internet. Antigamente isso ocorreria através de e-mails. Verifique sempre a fonte!




Todas as imagens, filmes e etc são
marcas registradas dos seus respectivos proprietários.

Um abraço e até o próximo Post


SOPRO SOLAR                                

O blog de quem curte Astronomia, Ciência e Ficção Científica. 
👽   👽                           👽                        👽   👽 


 

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

QUER VIAJAR PARA FORA DA ÓRBITA TERRESTRE?

Chile vai abrir o maior centro de experiência astronômica da América Latina

 

 

Previsto para 2017, Espaço Universo promete levar os visitantes para "fora da órbita terrestre" , através de experiências interativas. 

 
O Espaço Universo terá 700 metros quadrados e mais de 50 módulos de exposições permanentes, mostrando os mistérios e as curiosidades sobre a formação das estrelas, galáxias e planetas. Entre as atrações, o complexo vai oferecer uma experiência interativa que permite que os visitantes sejam "arremessados" da Terra para viajar por outros astros. Além disso, o local ainda contará com um muro de 200 metros que vai projetar imagens da Via Láctea. 
 
O espaço será parte do Museu Interativo Mirador de Santiago, e pretende ser o principal centro astronômico da América Latina. O investimento inicial é de U$$ 2 milhões.
Vale lembrar que, devido a sua localização privilegiada, o Chile é um dos países mais apropriados para turismo astronômico no mundo. O Deserto do Atacama, inclusive, conta com um tour especial apenas para explorar esse tipo de passeio.
 
 
 Os céus do Atacama estão entre os mais limpos e estrelados do planeta.
 
 Então... Arrumar as malas para 2017 e Viva o Chile!

Todas as imagens, filmes e etc são
marcas registradas dos seus respectivos proprietários.

Um abraço e até o próximo Post


SOPRO SOLAR                                               

O blog de quem curte Astronomia, Ciência e Ficção Científica. 
 
 
 
 
 

terça-feira, 12 de julho de 2016

SISTEMA SOLAR - A COR DO CÉU EM OUTROS PLANETAS

QUAL SERIA A COR DO CÉU EM TODOS OS OUTROS PLANETAS DO SISTEMA SOLAR?

 

















Se você respondeu AZUL, errou!

Em um dia bonito e ensolarado, o céu visto aqui da Terra é azul.


Agora, se você estiver em outros planetas, a coloração é bem diferente. Em Mercúrio, por exemplo, o céu é negro o tempo todo.
Em linhas gerais, são os tipos de gases que compõem a atmosfera de cada planeta, a iluminação das estrelas (principalmente o Sol) e as partículas em suspensão no ar que determinam qual é a cor do céu.

A partir disso, os cientistas conseguem estimar qual é a cor do céu dos planetas se a gente estivesse em sua superfície olhando para cima.
Dizemos que é uma "estimativa" porque, até hoje, o que sabemos da maioria dos planetas do sistema solar vem de sondas espaciais.

Então antes vamos falar das cores. Veremos quais são as cores que o céu pode tomar quando visto da superfície dos Planetas interiores, ou seja, Mercúrio, Vénus, Terra e Marte. Mas antes disso, convém primeiro lembrar o que é a cor. Ou melhor, por que motivo vemos determinada cor. E para isso, há que recordar o espectro eletromagnético:



A cor da luz do Sol é branca, porque a vemos como a mistura de todas as cores. É por isso que, quando olhamos diretamente para o Sol, vemos branco. O que torna o céu azul é o espalhamento que a luz sofre, ou dispersão, ao passar na atmosfera. Cada elemento da atmosfera é responsável pela dispersão de um determinado comprimento de onda. Na atmosfera da Terra, maioritariamente composta por oxigénio e nitrogénio, o comprimento de onda que sofre mais dispersão, é o da cor azul. Isso explica o motivo de o céu na Lua ser sempre negro. Só vemos branco quando olhamos diretamente para uma Estrela, por exemplo. Em todo o resto do "céu lunar", e uma vez que não há atmosfera que disperse o que quer que seja, o céu é negro (sinónimo de ausência de luz). O mesmo se passa no céu visto dos Asteroides e das Luas de outros Planetas, por exemplo, pois os corpos são tão pequenos que não têm gravidade suficiente para reter atmosfera.

MERCÚRIO
Por não ter atmosfera, como a LUA, o céu do planeta mais próximo do Sol é completamente negro e "cheio" de estrelas. Se pudéssemos sentar em sua superfície e ficar olhando para cima, veríamos um céu noturno a qualquer hora do dia.


 

 

 

 

VÊNUS

Para chegar até a superfície de Vênus, o segundo planeta do Sistema Solar, seria preciso atravessar nuvens de ácido sulfúrico, ventos com força de um furacão e relâmpagos.
Com essa atmosfera tão densa, a luz do Sol mal consegue atravessá-la, transformando o "céu" de Vênus em um eterno dia nublado.



 

 

MARTE

A atmosfera de Marte é rica em gás carbônico. Durante o dia, a cor do céu é rosa, mas no nascer e no pôr do sol, as áreas próximas do Sol ficam azuis, em um efeito mais ou menos contrário do que acontece na Terra.
Em 1970, as primeiras fotos divulgadas do planeta vermelho mostrava o céu azul. No entanto, elas foram contestadas, e a Nasa afirmou que as fotografias ainda precisavam ser calibradas com o equilíbrio certo de cores.

Pôr do sol na cratera Gusev, em Marte                                                                                                                                                       Planetas gasosos
Ao contrário de Mercúrio, Vênus, Terra e Marte, que são planetas rochosos, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno não têm superfície. São enormes "bolas" formadas por diversos gases.
"Por isso, é praticamente impossível dizer qual é a cor do céu de cada um deles, uma vez que não seria possível parar em sua superfície e olhar para o alto", explica Alexandre Cherman, astrônomo do Planetário do Rio de Janeiro.
O que temos, no entanto, são informações e imagens de algumas sondas que giram ao redor de alguns desses planetas e, a partir disso, os cientistas imaginam as possíveis cores.

SATURNO

Em 2005, a sonda espacial Cassini fez algumas imagens do planeta que mostravam uma espécie de céu azul, uma vez que o "ar" de Saturno é composto, majoritariamente, de hidrogênio.
No entanto, os cientistas observaram que isso acontecia apenas no hemisfério norte do planeta. "O sul de Saturno parece amarelo. Pode ser que os céus meridionais de Saturno tenham mais nuvens, nuvens amarelas, tornando os céus amarelados", diz um texto publicado pela Nasa.



JÚPITER

Ainda não se sabe qual seria a cor do céu de Júpiter. A sonda espacial Juno começou agora a girar em volta do planeta em uma missão de 20 meses para conhecer mais sobre sua origem. Quem sabe não teremos alguma ideia de como seria o céu por lá?


URANO E NETUNO

A atmosfera de Urano é composta de hidrogênio e hélio, como em Júpiter e Saturno, mas também tem metano. Por conta dessa grande quantidade de metano, o céu poderia ser azul. Também por conta do gás metano, o céu de Netuno também teria uma tonalidade azulada.
































Todas as imagens, filmes e etc são
marcas registradas dos seus respectivos proprietários.

Um abraço e até o próximo Post


SOPRO SOLAR                                               

O blog de quem curte Astronomia, Ciência e Ficção Científica.